Páginas

terça-feira, 24 de março de 2015

Git squash?? WTF?

Galera conforme mencionei no post anterior.. estou contribuindo com o puppetboard (mais informações no post abaixo desse :P). E fiz meu primeiro Pull Request e talz resolvendo uma questão que estava na issue para acrescentar uma nova funcionalidade ao projeto. Porém quando eu fiz meu PR (Pull Request) teve um cara que me disse o seguinte:
** squash

Ai eu pensei como qualquer ótimo conhecedor do Git que porras é essa de squash? o que seria esse squash ai?

O squash é uma prática utilizada para combinar mais de um commit em um commit só, desta forma eliminando "lixos" do projeto. Agora aqui neste post explicarei como raios você faz isso, pois não achei uma documentação simples que explicasse a uma pessoa normal como fazer isso, e após aprender, decidi TENTAR explicar de uma forma simples :D.

O projeto

Primeiro obviamente você precisa ter um repositório git, para isso eu criei um repositório BEEEM simples:
$ mkdir teste
$ cd teste
$ git init
$ echo "Rafael" >> README
$ git add README
$ git commit -m "Adicionado Rafael" 
$ echo "Henrique" >> README
$ git add README
$ git commit -m "Adicionado Henrique" 
$ echo "da" >> README
$ git add README
$ git commit -m "Adicionado da" 
$ echo "Silva" >> README
$ git add README
$ git commit -m "Adicionado Silva" 
$ echo "Correia" >> README
$ git add README
$ git commit -m "Adicionado Correia"
Feito isso terei o seguinte histórico de commits:
$ git log --oneline
4c03027 Adicionado Correia
e23576b Adicionado Silva
769bda9 Adicionado da
2a71622 Adicionado Henrique
5ebadcd Adicionado Rafael
O squash

Agora vamos imaginar que eu quero fazer um squash a partir de Henrique, ou seja quero que os commits 2a71622, 769bda9, e23576b e 4c03027 sejam um só, pois todos tratam da adição do sobrenome no arquivo README. Para isso precisarei usar o comando rebase do git no commit que eu desejo, no caso a partir do Henrique (como é a partir do Henrique deveremos pegar 1 commit antes):
$ git rebase -i 5ebadcd
Após executar este comando será aberto um arquivo temporário para podermos fazer as alterações desejadas, o arquivo será similar a este abaixo:
pick 2a71622 Adicionado Henrique
pick 769bda9 Adicionado da
pick e23576b Adicionado Silva
pick 4c03027 Adicionado Correia 
# Rebase 5ebadcd..4c03027 onto 5ebadcd
#
# Commands:
#  p, pick = use commit
#  r, reword = use commit, but edit the commit message
#  e, edit = use commit, but stop for amending
#  s, squash = use commit, but meld into previous commit
#  f, fixup = like "squash", but discard this commit's log message
#  x, exec = run command (the rest of the line) using shell
#
# These lines can be re-ordered; they are executed from top to bottom.
#
# If you remove a line here THAT COMMIT WILL BE LOST.
#
# However, if you remove everything, the rebase will be aborted.
#
# Note that empty commits are commented out
Neste mesmo arquivo já podemos visualizar algumas opções do que fazer com esses commits, para este post utilizaremos somente o squash, mas vale a pena conhecer as outras opções descritas abaixo de commands. Agora altere este arquivo da seguinte maneira:
pick 2a71622 Adicionado Henrique
squash 769bda9 Adicionado da
squash e23576b Adicionado Silva
squash 4c03027 Adicionado Correia 
# Rebase 5ebadcd..4c03027 onto 5ebadcd
#
# Commands:
#  p, pick = use commit
#  r, reword = use commit, but edit the commit message
#  e, edit = use commit, but stop for amending
#  s, squash = use commit, but meld into previous commit
#  f, fixup = like "squash", but discard this commit's log message
#  x, exec = run command (the rest of the line) using shell
#
# These lines can be re-ordered; they are executed from top to bottom.
#
# If you remove a line here THAT COMMIT WILL BE LOST.
#
# However, if you remove everything, the rebase will be aborted.
#
# Note that empty commits are commented out
As linhas dos commits 769bda9, e23576b e 4c03027 foram mudadas para squash, portanto serão combinados ao commit que possui a o nome pick, então o commit 2a71622 agora será unido aos 3 commits abaixo dele. É importante comentar que o squash não remove os logs (mensagens dos commits) conforme a descrição do "Commands" já a opção fixup descarta os logs. Feita esta alteração basta salvar o arquivo e sair. Feito isso será apresentado outro arquivo similar a este abaixo:
# This is a combination of 4 commits.
# The first commit's message is:
Adicionado Henrique
# This is the 2nd commit message:
Adicionado da
# This is the 3rd commit message:
Adicionado Silva
# This is the 4th commit message:
Adicionado Correia
# Please enter the commit message for your changes. Lines starting
# with '#' will be ignored, and an empty message aborts the commit.
#
# Date:      Tue Mar 24 11:08:29 2015 -0300
#
# rebase in progress; onto 5ebadcd
# You are currently editing a commit while rebasing branch 'master' on '5ebadcd'.
#
 Neste arquivo você poderá mudar as mensagens de log (mensagens dos commits) caso desejar, se desejar mude alguma coisa e salve e saia do arquivo. Terminada a edição/salvamento deste arquivo você acabou o squash! Podemos ver no log como ficou a nova estrutura:
$ git log --oneline
f4c9d80 Adicionado Henrique
5ebadcd Adicionado Rafael 
Ou:
$ git log
commit f4c9d80a089ee35fca0eb7c6e5aabcb435fb9bb4
Author: Rafael Henrique da Silva Correia
Date:   Tue Mar 24 11:08:29 2015 -0300
    Adicionado Henrique
   
    Adicionado da
   
    Adicionado Silva
   
    Adicionado Correia 
commit 5ebadcde3eb8c006bd33ee4c62f9cbb359822d6e
Author: Rafael Henrique da Silva Correia
Date:   Tue Mar 24 11:08:14 2015 -0300
    Adicionado Rafael
Conclusão

Esta prática é bem interessante e deixa o repositório do git mais limpo, é MUITO válida principalmente em projetos grandes onde se tem muitos contribuidores (principalmente em projetos open source ;)).

Contribuindo com projetos Open Source

Como disse no post anterior, daqui pra frente serei um novo homem começarei a ajudar a comunidade como eu posso (pois fiquei parado por um tempo :/).

E pra isso comecei a participar o GruPy-SP um pessoal muito bacana que assim como eu são apaixonados por Python. No último GruPy rolou uma palestra que me interessou muito "Projetos Open Source, como colaborar?", os slides estão disponíveis aqui.

Após assistir essa palestra atormentei bastante o @danilobellini para publicar a mesma em algum canto pois iria usá-la para meu estudo próprio, e foi o que aconteceu, comecei a contribuir com um projeto \o/. A algum tempo estou desenvolvendo um projeto para um cliente da empresa que trabalho, este projeto é baseado em Puppet e conversa com uma API do Puppet chamada PuppetDB. Encontrei no GitHub um projeto que me ajudou bastante (como fonte de consulta) para desenvolver o que a gente queria aqui, o projeto é o Puppetboard. Este projeto é bem simples, ele faz uma dashboard (creio que por isso se chame Puppetboard) das atividades do Puppet consumindo dados do PuppetDB, quem se interessar em contribuir da uma pesquisada por lá o que os caras precisam no Issue do projeto, foi o que eu fiz no meu primeiro Pull Request.

O segredo para contribuir com um projeto (nesse meu pequeno tempo como contribuidor) é não ter medo de errar, o medo é bastante impeditivo, o segredo para o sucesso para se contribuir com algo no GitHub está aqui:

https://guides.github.com/introduction/flow/ 
https://guides.github.com/activities/contributing-to-open-source/#contributing
https://guides.github.com/activities/forking/

Dou um certo destaque ao 3º link, o forking, onde a equipe do GitHub colocou um projeto para teste onde você consegue entender todo o fluxo da contribuição de qualquer projeto hospedado no GitHub.

Caso alguém tenha dúvidas, medo, receio, ou outra porra qualquer pode me perguntar como é o processo que eu terei prazer em passar este conhecimento a outras pessoas!!

;)

quinta-feira, 12 de março de 2015

Os ventos da mudança sopram novamente

Para quem seguia ou segue este blog (ou deixaram de seguir), agora arrumei um certo entusiasmo em escrever novamente... agora estou trabalhando em outra área e as coisas estão constantemente mudando .... sempre mudando.

Saí dos mares de infraestrutura de servidores para adentrar nos mares mais longínquos da face da terra... desenvolvimento de sistemas. Sim não é uma escolha fácil mas as vezes temos que fazê-las, e pretendo atualmente vai que eu mudo de idéia nunca mais trabalhar com infraestrutura.

Infraestrutura não é uma área ruim, o trabalho é legal, o problema é a valorização que a maioria das empresas dá a este profissional que se ferra tanto trabalha TANTO diariamente para manter todo o ambiente da empresa funcionando.

Estou gostando de trabalhar com desenvolvimento, e se for contar a experiência das duas últimas empresas que passei essa mudança fará dois anos. Dois anos que fiquei parado sem contribuir porra nenhuma com a comunidade... sim, me sinto envergonhado. Porém ao longo desses dois anos juntei vários fragmentos de código... algoritmos pequeninos parte de coisas maiores, as vezes feito pra testes, as vezes feitos para algo mais!

Agora esta semana comecei a publicar esses fragmentos, mas como disse são fragmentos e precisam ser melhorados, documentados, organizados, traduzidos (tem coisas em português e tem coisas em inglês, pretendo deixar em inglês para universalizar a coisa toda). Estes fragmentos estão no github...

https://github.com/rafaelhenrique

A quem se interessar já adianto, apenas coloquei coisas sobre Python e Shell Script. Em uma outra oportunidade ainda pretendo um dia quem sabe colocar coisas sobre Java/C/C++ que tenho espalhadas aqui pelas pastas do meu notebook.

;)